Bem vindo ao blog da UMAP de Votuporanga/SP
União da Mocidade Adventista da Promessa

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Pesquisa revela que 40% dos americanos acreditam no criacionismo

biblia res 250x162 Pesquisa revela que 40% dos americanos acreditam no criacionismoUma nova pesquisa do instituto Gallup revela que 40 por cento dos americanos acreditam no Criacionismo – ou seja, que Deus criou os humanos em sua forma atual há 10.000 anos atrás.

A estatística representa um ligeiro decréscimo em relação aos anos anteriores, como em 2008, quando 44 por cento relataram acreditar no Criacionismo estrito. Mas observa que a Gallup, é a estatística mais baixa já registrada na história de fazer a pergunta desde 1982.

Entretanto, a porcentagem de americanos que acreditam que os seres humanos evoluíram durante milhões de anos, sem o envolvimento de Deus, subiu de 14 por cento em 2008 para 16 por cento em 2010. Quase 30 anos atrás, apenas 9 por cento acreditam na “evolução secular.”

Enquanto isso, o percentual daqueles que detêm o ponto de vista da “evolução teísta,” que por Deus, um processo orientado que os humanos evoluíram durante milhões de anos, manteve-se estável em 38 por cento.

Americanos que frequentam regularmente a Igreja é mais provável que mantenha a visão estritamente criacionista, com 60 por cento dos frequentadores da Igreja semanalmente dizendo que os seres humanos foram criados na sua forma atual nos últimos 10.000 anos.

Aqueles que frequentam a Igreja quase todas as semanas ou mensalmente são mais propensos a concordarem com a evolução teísta (47 por cento) em comparação com as outras visões. E os americanos, que raramente ou nunca vão à Igreja são mais propensos a dizer que Deus guiou o processo de evolução (39 por cento).

A pesquisa, publicada sexta-feira, também descobriu que as opiniões variam segundo o nível de ensino.

Quase metade (49 por cento) dos pós-graduados de acordo com a evolução teísta e um quarto de acordo com a evolução secular. Entre os graduados, 38 por cento acreditam na evolução teísta e 37 por cento acreditam no Criacionismo estrito.

Americanos com ensino médio e aqueles com apenas um grau de Ensino Médio ou menos são mais propensos a defenderem a idéia de Criacionismo estrito, quando comparado com aqueles com maior nível de educação.

Embora o ponto de vista criacionista tenha se tornado um pouco menos popular, em geral, Gallup assinala que os cientistas continuam a ser surpreendidos que quatro em cada 10 norte-americanos sustentam esse ponto de vista. E as quedas durante as últimas décadas têm sido muito pequena.

Os resultados para esta sondagem Gallup se baseiam em entrevistas telefônicas realizadas de 10 a 12 dezembro de 2010, com uma amostra aleatória de 1.019 adultos, com idade entre 18 e mais velhos.

Fonte: The Christian Post

Nenhum comentário: